Sociedade / março 14, 2018

Em Feverê, tem Carná.

• PRELUDIO:

A grande e primeira folia do ano já passou, as pessoas tiraram suas fantasias, a vontade  de pular carnaval permanece, (certeza que na Bahia ainda tá rolando pós-carnaval), mas enquanto a nós, meros mortais, a vida continua. Porém, vale a reflexão de como o “carna” é tão presente nas nossas vidas, direto ou indiretamente.

 

Fonte: topensandoemviajar.com

 

Carnaval, folia nacional. Dias de esquecer do IPVA, IPTU, e tantos outros  “I” que nos são “impostos” com tanta importância por aqueles empossados por nós. Mas afinal, é o Brasil é BR tem dessas coisas.

Ah, o Brasil! País da alegria, do calor, do tropical, do irreverente, diferente é o que somos. Receptivos, amigos, festivos. Ás vezes eu diria ingênuos, ou seria apenas: “ah, deixa pra lá”?!

Carnaval mostra um pouco da realidade do nosso país: anônimos, famosos, ricos, pobres, animados ou desanimados,todos tem seu ponto de vista sobre o carna e todos o aproveitam de alguma forma. Como não poderia deixar de ser muitos possuem seus julgamentos, mas, na verdade mesmo, quem se importa?!

Festeje, dance, pule, Grite, beije, transe, durma, descanse, beba, coma, menos ou mais, moderado ou não, faça o que tem vontade, sem…arrependimentos?

Difícil não tê-los, seja no carnaval ou em outro momento eles sempre aparecem, mas lide da melhor forma que puder, seja sambando na cara das inimigas ou chorando no quarto, não se julgue e alá Menudos: “não se reprima”.

Pois uma coisa é certa, o carnaval sempre passa e sempre será diferente, mas a quarta-feira de cinzas, sempre chega pra todos.

por Hélio Santos


Comente pelo Facebook:

Ou comente por aqui:

A vida Urbana • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por